quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Festa no inferno...

Andy Irons
Dinheiro não é e nunca será tudo!
O cara ganha grana, ostenta fama, entretanto, uma vez sem equilíbrio emocional, envereda na toxicomania.
Lamenta-se que não foi o primeiro surfista a se prestar a isso e tão pouco está longe de ser o último!
No futebol, esse tipo de prática deletéria também é rotina.
Felizmente, no atletismo, não é possível conjugar-se grandes performances com uso aberto e declarado de drogas socialmente ou não aceitas.
Festa no inferno sempre que satanás - usando de suas inúmeras estratégias - ceifa a vida de um ''pseudo-curtidor da vida''.
Por isso, sou feliz.
Trinta anos de estrada. Não cheguei a top de linha. Mantive-me de pé. Chance não me faltou para que eu mudasse, ainda que efemeramente (primeiro, a efemeridade... Depois, a escravidão), de rumo.'O OTÁRIO', da galera, lá em Ramos, optou por não se sujar
E nada carrego hoje que possa atentar contra a minha conduta moral ou social.
Em meu corpo, nada de ilícito adentrou: deitar e dormir sossegado não tem bem material nenhum na face da Terra que compre.
***
Deu no IG:




Morre Andy Irons.
Surfista pode ter morrido por overdose de metadona, que é um medicamento utilizado para o controle da dor e no tratamento de dependentes de heroína.
Cápsulas de metadona foram encontradas no quarto de hotel no qual o surfista estava hospedado.
Postar um comentário

PANGA's SEND!