domingo, 31 de julho de 2011

Ainda que obstaculado, Pangaré mete 3:59:33 em Recife.

Como ele mesmo já havia antecipado, Pangaré trabalhou na casa das 4 hs, marcando, nessa manhã de clima versátil em Recife, 3:59:33, o que assinalou a quarta pior performance de sua história pessoal de maratonas.
" Fiquei mais que satisfeito por conseguir ser mais veloz que eu tencionara antes da prova. Estou com um comprometimento no meu tendão de aquiles. E o clima na prova foi o pior possível, cambiando chuva, sol, vento, mormaço e, num certo momento em Olinda, um pouco de frio " - relatou 'Panga', que, assim que cruzou a linha de chegada, rumou para o Hotel Rex, a fim de tentar se recompor.
Ênio, em PE, vencendo uma prova em 2006
A vitória da prova - que valia R$ 32.000,00 - esteve a cargo do pernambucano de São Caetano/PE, Enio Kleiton de Lima, que, na sua estréia em maratona, com 2:18:15, abocanhou a tríplice coroa: vitória na prova, recorde da prova e melhor pernambucano na prova. Foram R$ 38.000,00 no total.
Enquanto isso, no feminino, com 2:37:55, Marily dos Santos repetiu o resultado do ano passado, melhorando sua marca, fazendo, com isso, jus a R$ 37.000,00 (o recorde valia R$ 5.000,00) 
No próximo domingo, acontece a X Meia Maratona de João Pessoa. 'Panga' ainda não se inscreveu. Não sabe se a correrá.
Por ora, há que procurar recuperar-se da sua trigésima primeira maratona.
Resultados completos da prova: aqui.
Postar um comentário

PANGA's SEND!